VISITANTES ONLINE

sexta-feira, 6 de novembro de 2015

Rompimento de barragem em Mariana-MG: pelo menos 25 funcionários da empresa Samarco estão desaparecidos


Ministro vai acompanhar ações de socorro após desastre em Mariana-MG







Do G1 MG
O rompimento de duas barragens de rejeitos da mineradora Samarco causou uma enxurrada de lama que inundou várias casas no distrito de Bento Rodrigues, em Mariana, na Região Central de Minas Gerais, na tarde desta quinta-feira (5).
O Corpo de Bombeiros de Ouro Preto, que tem equipes no local, confirmou uma morte e 15 desaparecidos até o momento. A vítima seria um homem que teve um mal súbito quando houve o rompimento. A identidade dele ainda não foi divulgada. 
O diretor do Sindicato dos Trabalhadores na Indústria de Extração de Ferro e Metais Básicos de Mariana (Metabase), Valério Vieira dos Santos, afirma que entre 15 e 16 pessoas teriam morrido e 45 estão desaparecidas, mas ainda não há números oficiais de vítimas.
Um dos sobreviventes da tragédia, Andrew Oliveira, que trabalha como sinaleiro na empresa Integral, uma terceirizada da Samarco, disse que, na hora do almoço, houve “um abalo”, mas os empregados continuaram trabalhando normalmente.

Chuva aumenta o risco de deslizamento

5 NOV2015
Um grave acidente ocorreu na tarde desta quinta-feira, 5 de novembro, na região de Bento Rodrigues, distrito de , cidade mineira localizada a cerca de 100 km de Belo Horizonte, capital de Minas Gerais. O rompimento da barragem do Fundão, local de retenção de rejeitos de mineração desencadeou uma enxurrada de lama e de detritos sobre Bento Rodrigues.



Rompimento de barragem com lama mata pelo menos três em MG
61


O rompimento da barragem da mineradora Samarco Fundão, no subdistrito de Bento Rodrigues, em Mariana (a 115 km de Belo Horizonte, em Minas Gerais), matou pelo menos três pessoas e deixou quatro feridas. O acidente aconteceu entre 15h30 e 16h desta quinta-feira (5).
O Corpo de Bombeiros de Mariana confirmou às 19h30 a retirada de dois corpos. Um homem foi levado para o Instituto Médico Legal da cidade. O outro, também de um adulto, ainda está no distrito. O número de vítimas pode subir, pois há muitas pessoas soterradas.
O hospital Monsenhor Horta, em Mariana, confirma ter recebido cinco vítimas do rompimento. Uma delas já chegou morta, segundo a assessoria de imprensa do hospital. Segundo o vice-presidente do Sindicato Metabase Mariana, Angelo Eleutério, que está na portaria da mineradora, a vítima, um fiscal, teria sofrido uma parada cardíaca ao ver o desabamento. As outras quatro pessoas passam bem. 


NOTA SOBRE O ACIDENTE EM MINAS GERAIS


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...